Arquivo da categoria: PIBI

Trazendo a Arca na PIBI em Belém/PA, dia 19/03/2010!

Trazendo a Arca na PIBI em Belém/PA
Ministério Trazendo a Arca  estará dia 19/03 na Primeira Igreja Batista em Icoaraci, Belém,PA.
Juntamente com o Ministério Vem com Tua glória, farão um evento, como tantos outros que a igreja tem, para alcançar vidas para o Senhor.
Trazendo a Arca é um grupo de música gospel brasileiro. Surgido em 2007, originou-se como uma dissidência do grupo Toque no Altar, principal grupo de louvor surgido na igreja evangélica Ministério Apascentar, em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro.
O projeto do grupo original se tornou de grandes proporções, após gravarem o primeiro álbum em 2003 – “Toque no Altar”. A partir de então passaram a ser conhecidos em todo território nacional vendendo mais de meio milhão de cópias, dando início a uma carreira com marcas expressivas.
Já no mês seguinte, lançaram um novo Cd – “Restituição” voltado apenas para uma campanha, e surpreendentemente alcançou recordes de vendas – mais de um milhão de cópias. Em 2005, foi lançado o disco Deus de Promessas, formado por faixas inéditas de estúdio e canções consagradas gravadas ao vivo. O álbum também garantiu vendagens acima de 500 mil cópias.
O último trabalho dos integrantes do Trazendo a Arca dentro do grupo Toque no Altar foi Olha Pra Mim, lançado em meados de 2007, após o cd “Deus de Promessas”.
No começo do ano de 2007, o grupo dissidente (com os principais integrantes do Toque no Altar em sua formação) passou a se chamar “Trazendo a Arca”. Com o amadurecimento sonoro e espiritual, a nova banda lançou o disco “Ao Vivo no Japão”, gravado no evento Aviva Japão, no ano 2007, e nesse mesmo ano, foi lançado o cd Marca da Promessa, que ultrapassou a marca de meio milhão de cópias vendidas em menos de um ano.
Em maio de 2008, a banda gravou o DVD Ao Vivo no Maracanãzinho, lotando o ginásio que faz parte do complexo esportivo do Maracanã, no Rio de Janeiro. Os ingressos se esgotaram em cinco dias. Junto com o DVD, foi lançado 2 cd´s: O T.A Maracanãzinho Ao Vivo Volume 1 e Volume 2, com as músicas do DVD.
Considerado atualmente como um dos grandes ícones da música gospel brasileira, o Trazendo a Arca ficou conhecido mundialmente pelos trabalhos realizados em sua breve trajetória, entre eles, o CD ao vivo no Japão. As músicas do grupo são feitas de belas harmonias e, com um estilo musical único, a banda já atravessou as fronteiras do Brasil e conquistou corações do mundo inteiro, com melodias originais e letras que permeiam a alma e levam a análises profundas do ser.
Em junho de 2009, o grupo lançou seu mais novo trabalho, o CD Pra Tocar no Manto. A Música Pra Tocar no Manto, fez muito sucesso, além de outras músicas desse álbum, como “Dono das Estrelas”, “Caminho de Milagres” (A Aline Barros já havia greavado esta canção), “Serás Sempre Deus”, “Yeshua”, entre outras.
Em dezembro de 2009, foi lançado o 1º cd temático do Trazendo a Arca, “Salmos e Cânticos Espirituais”, além de algo novo: Verônica Sacer cantando uma canção sozinha, além de sucessos como “Em Ti Esperarei”, “Preparado Está”, entre outros.

 
A PIBI fica na TV. Lopo de Castro(antiga Cristóvão colombro), 436 no distrito de Icoaraci em Belém/PA
Anúncios

Maravilhoso! Deus é Fiel!

Maravilhoso!

 DSC09987

Foi incrível sábado, dia 10/10/2009, no pré lançamento das canções do Ministério Voltados Para Tí.

 O evento contou com a presença de bandas e ministérios amigos como MÃO NO ARADO (JURUNAS), PORTAS ABERTAS(BENGUI), MINISTÉRIO VIVER PARA CRISTO, LARA / LUCAS E BANDA, KERLEN E BANDA, BANDA TOQUE SAGRADO, BANDA PLANUS, PATRICIA E BANDA que também que na ocasião apresentaram suas músicas próprias e músicas conhecidas do público gospel.

Na comemoração ao 138º aniversário de Icoaraci não podiam faltar presentes e o tradicional Parabéns pra você entoado pelo MVT.

 Na ocasião foram apresentadas ao público canções inéditas como “Ressuscita minha Geração”, “Mais Alto Monte”, “Jesus vive!”, “Vem Restaurar” e “Sol da Justiça”, esta última que finalizou a noite profetizando  vida, graça, unidade e salvação sobre o Distrito de  Icoaraci, sobre Belém, sobre a nação brasileira.

 O público, até às 23:00 ainda aguardava o término da festa que foi abrilhantada pela alegria e simpatia das pessoas que alí se encontravam.

 “Não havia momento mais propício para pré lançar algumas canções”, disse um dos integrantes do MVT, “ainda que com alguns atrasos e falhas técnicas, mas foi muito bom e o mais diferente de todos os eventos já participados, uma experiência única! O nome do Senhor foi glorificado, foi exaltado!”, finaliza.34

 O tempo contribuiu muito para que tudo ocorresse bem, não houve chuva e o clima continuou estável pelo resto da noite. ”

“Estivemos pela tarde no local para verificar equipamentos e fazer alguns retoques finais”, comenta um dos músicos.

 A festividade, apresentada por Salomão Reis,(MC) Mestre de Ceremônias, teve o apoio da Agência Distrital de Icoaraci, Studio Fonte de Luz, Zé Francisco/João Machado, Consultório Odontológico Drª Ana Claudia Silva, Arena Deus é Fiel, Fabrica Santa Maria, Restaurante Na Telha, Supermercado Rocha’s, Auto escola PAULISTA, Banda AGNUS DEI, Laboratório PRÓ ANALISYS, Produtos CHARME WAY(Pastor Leonidas), Óticas ELSHADAY.

37 Agradecemos à todos que nos prestigiaram naquela noite e mostram para conosco carinho e apreço, que Deus possa abençoar cada um de vocês com toda a sorte de bençãos nas regiões celestiais.

Equipe de Mídia do MVT

Assessoria@voltados.com

A alegria de ser coberto espiritualmente!

Por: Nilson Marcos Ribeiro
BENO_1~1
Como é bom ter o apoio e o crédito de sua liderança espiritual! Traz leveza e paz! É Deus confirmando dentro de você
que você pode prosseguir, que você pode ir mais além!.
Talvez esta seja a causa de muitos ministérios fracassarem, o fato de não terem cobertura espiritual.
Alguém com quem você preste contas, alguém que pode lhe ajudar a mostrar uma direção, uma posição, um ombro, uma mão.
Na noite de terça-feira, 21/07/09 estive reunido com um grande lider de uma renomada igreja em icoaraci, o qual além de saber sobre os trabalhos do MVT, abençôou os frutos de nossas mãos, dons, talentos que advém desta obra levítica.

O Senhor Deus tem sido bom conosco, como Ministério enviando pessoas tão maravilhosas e amáveis.
Terminar aquela conversa tão importante com a benção pastoral é tudo o que qualquer pessoa que está à frente de um trabalho assim gostaria, e eu fui contemplado, tanto na minha vida quanto na vida do Ministério.
Glória a Deus em saber que você está fazendo tudo certo, está no caminho certo e no negócio certo!
Fiquei feliz, tão feliz de ter o apoio, a benção, e ainda liberdade para mostrar nossos trabalhos na igreja e
apresentá-los.

Aleluia!!!

É tão bom sentir que Deus está no controle de Tudo! É tão bom saber que seus líderes e pastores estão ao seu lado, com você mesmo após tantas tormentas, tribulações e perseguições, mas o Senhor é comigo, é conosco! com um Grande El-Gibor. É Deus mostrando cuidado e amor por nós.
Obrigado Senhor, por todos e cada um dos benefícios que Tú tens nos dado. Te amo, Jesus ! Te amo, Jesus! Te amo, Jesus!

Você leitor, que está nos acompanhando neste post, isso tudo é para você também, que nos abençoa com(a) sua visita, que nos dá a honra de sua presença em nossos eventos, site do Voltados www.voltados.com, que nos visita no Blog: https://blogdomac.wordpress.com, ou por MSN: voltados@hotmail.com ou nilsolnmarcos@hotmail.com . Você também faz parte desta história!
prayer
Você faz parte desta Geração de Adoradores Voltados para o Senhor, Para Deus!

Agora, é bola pra frente. Temos muitas músicas para serem gravadas e re-gravadas também, além de apresentações e ministrações em vários locais.

Querido leitor(a), mais uma vez, muito obrigado por suas orações e amor para conosco. Amamos cada um de vocês.

Deus abençoe e estamos muito , mas muito, felizes e gratos pelo que o Senhor está fazendo em nossas vidas!

Deus lhe abençoe, hoje e sempre!

Amém!

Nilson Ribeiro
Ministério Voltados Para Tí

Seja livre! Libere-se! Be free! Release yourself!

 
É incrível como ainda existem pessoas que vivem dos seus erros!  Remoendo as mágoas do passado por que nunca aprenderam a perdoar. Vidas que se mostram vivas por fora mas, bem mortas por dentro. Que precisam de um toque restaurador do Senhor!
Ah… Quisera Deus trouxesse avivamento para essas vidas mas não depende dEle mas, somente delas.
Rudes e ignorantes conhecedoras da Palavra pelos cultos de domingo na igreja, mas nunca pelo tempo sozinho com Deus para aprender mais. Cheias de ódio e porfia no coração, cheias de títulos dados por homens que um dia vão morrer e desaparecer da face da Terra! Títulos que para o Senhor não têm honra alguma! Levantam suas mãos como se para mostrar reverência, cantam uma canção como se para mostrar que ainda estão vivo(a)s e são “crentes”!
Ah… É tão triste ver almas tão dedicadas, tão lindas indo para o inferno e, de graça, sem ao menos lutar, sem ao menos brigar mas entregando-se à raiva, ao ódio, à disputa, à fofoca, à porfia, ao ego!
Acorda igreja! Não vivemos de Retiros, Acampamentos, Festivais como se para fugir de nossas responsabilidades, como se para mostrar aos outros que somos o que eles pensam que somos! É tempo de chorar, clamar e acordar para o que Deus quer que façamos e não o nosso Eu!
 
Um dia tentaram apagar meus sonhos, tentaram matar minha visão, tentaram roubar meu coração, talvez essas pessoas que fizeram isso estejam lendo esse perfil agora e Deus as acusa no coração para restituir o que causaram, porém o Senhor soprou o Seu fôlego de vida em mim e recobrei minhas forças e voltei a sorrir e voltei a sonhar. Estou aqui, e já comecei a escrever uma nova história! Uma linda história!
Quanto aqueles que querem impedir:
 
Romanos 8:33 Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
 
Isaiai 54:17 Toda ferramenta preparada contra ti não prosperará; e toda língua que se levantar contra ti em juízo, tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR e a sua justiça que vem de mim, diz o SENHOR.
 
Cristo nos trouxe vida para vivermos com abundância! E não andarmos como miseráveis procurando erros em nossos irmãos, falhas em nosso próximo. “Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós” (Mateus, 7: 1-2)
Libere seu coração, meu irmão, minha irmã! Perdoe  toda pessoa que machucou você e siga a diante, Deus tem muito a fazer em sua vida e só você e quem pode impedir isso! Viva o hoje, amando, cada dia mais amando!
 
Filipenses 3:13c – Uma coisa faço esquecendo-me das coisas que para traz ficam e avançando para as que estão diante de mim,
prossigo para o alvo, para o premio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
 
São tantas pessoas que nos causam males, acusam, machucam com palavras a maioria são as que apertam sua mão e te dão abraços, mas aí é que está a marca do verdadeiro cristão em perdoar e amar, e PERDÃO significa esquecer quem te fez algum mal ou intentou, deixar pra trás e AMAR significa: Amo APESAR DE não POR CAUSA DE. Você consegue entender isso?
 
Quando amamos de verdade, os erros, as intrigas, as indiferenças somem. Precisamos ser curados da nossa língua, do nosso coração, do nosso Eu. Já perdemos tantas vidas com tolices e seremos julgados por elas por que ainda temos crianças tolas na fé, bebês que nunca crescem porque se limitam, se auto desistem sem antes de tentar!
 
Não se limite, deixe o Espírito de Deus guiar você! Ainda tem muito mais para sua vida! Mais do que pulinhos, mais do que gritos, mais do que uma nota bem feita, mais do que uma palavra ensaiada, decorada mais do que seus títulos, todos eles.
 
Crê nos Senhor Jesus Cristo e serás salvos tu e a tua casa! At-16:32 ( Salvo não significa apenas, salvo da ira de Deus mas, da língua mentirosa, do domínio do diabo, do ego, do pecado e por aí vai…).
 
Olhe pra você hoje, não Cresceu o suficiente ou parou de Crescer. Você é aquilo o que você escolheu ser!
Chegou o tempo de você romper! Ser mais! Acreditar! O Sacrifício de Cristo não foi para seu vizinho ou seu amigo apenas mas, sim para você que está lendo isso agora! E você me pergunta: Mas já sou salvo! E eu te digo: Olhe pra dentro de você.
MT-16:26. Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder a sua alma?
 
E agora me entende?
 
Que Deus abençoe sua vida !
 
Nilson Ribeiro
Ame seu próximo como a vc mesmo.

Trinta Milhões de Crentes Feridos Estão Esquecidos Nas Trincheiras – Parte 2

Leia aqui alguns testemunhos:

triste_soledad____by_sonrisafuwewewewewegazSem querer tirar o valor da igreja mas eu me converti ao cristianismo não quando estava na igreja mas quando sai dela. Eu ia na igreja religiosamente todos os cultos, gostava de estar com meus amigos, cantar no grupo dos jovens e só. Depois que sai, daquele ambiente religioso em que frequentava, conheci a Jesus Cristo, no meu quarto, com a biblia aberta tomei a decisão que em 6 anos enquanto estava na igreja não tinha tomado, aceitei o sacrificio de Jesus e hoje, ainda não estou na igreja, mas faço parte dela, faço parte poque a igreja não é aquele templo de tijolos e areia em que vemos nas esquinas cheias de pessoas com medo de ir para o inferno caso pare de ir a igreja, ou com pessoas que criticam os estilos dos outros mas difamam o nome do irmão… a igreja somos nós, nós que cremos, nós que aceitamos a Cristo como nosso salvador, que testemunhamos dEle em nossas vidas. A igreja de tijolos e areia tem sim seu papel fundamental na vida de um cristão, pois é nela que renovamos nossas forças na comunhão com outros irmão de fé que estão ali com o mesmo proposito que o nosso, a igreja pode sim ter muitos que se dizem cristãos mas que não vivem como cristãos, mas há tambem aqueles, como eu e outros aqui, que querem viver um cristianismo autentico sem hipocrisias, que querem se sal e luz no mundo, e é com essas pessoas que devemos nos juntar para sermos mais em Jesus Cristo. Eu ainda não estou filiado a nenhum templo cristão mas tenho meus momentos a sós com Deus no quarto em que oro e leio a palavra, mas com certeza em breve voltarei para igreja cumprir os propositos de Deus em minha vida na comunidade de pessoas que compartilham a mesma fé que eu.

Autor: Friendfelipe

Faz um tempo que não vou ao templo e, sinceramente, não tenho a mínima vontade de voltar a ir. O problema é que eu sou filha de pastor, aí se torna ainda mais complicado não ir à igreja. Fui criada dentro dela, o que torna as coisas ainda mais difíceis.
O fato é que eu passei por muitos problemas pessoais e a atitude de algumas pessoas da igreja, em especial a dos meus pais, me fizeram ficar revoltada. Acho que é exatamente essa burocracia que existe e também o fato de as pessoas se considerarem tão certas, tão santas e quando você ‘erra’, no lugar de fazer o que dizem que fazem, vão logo falando mal, humilhando, fofocando, essas coisas.
Cansei! Cansei de ver pregações que nao se concretizam na prática, cansei de ver falta de amor e compreensão, cansei de ver farisaismo, cansei de estar num lugar onde se cultua muito mais as regras, as tradições que Deus, cansei de ver as pessoas seguindo o Evangelho as cegas e quando você tem alguma dúvida, algum questionamento, começam logo a te julgar.
Cansei, cansei mesmo! 21 anos dessa hipocrisia me foram suficientes!

Autor: Suzana_rebeca

Leia mais aqui: http://www.dotgospel.com/forum/crentes-desviados-ou-distantes-t4682,start,40.html

Ou Seja isso é UM DESVIO MONSTRUOSO71675

· Há hoje, apenas no Brasil, entre 30 milhões e 40 milhões de pessoas que um dia freqüentaram alguma igreja evangélica.

· Uma igreja de 10 anos que manteve média de 200 membros viu passar por seu rol o dobro desse número. Isto é, 400 pessoas que passaram por essa igreja estão desviadas hoje.

· A porcentagem de desviados que retorna à igreja não passa de 10% no Brasil.

· Entre 60% e 70% dos desviados não receberam qualquer visita de líderes ou membros quando decidiram sair da igreja.

. Entre 40% e 30% receberam de uma a três visitas, que se revelaram na maioria das vezes de cobrança ou condenação.

· Hospícios e presídios são os lugares de destino de boa parte dos desviados.

· De cada 10 andarilhos, 3 deles freqüentaram alguma igreja um dia.

· A maioria dos desviados (acima de 50%) é afetada pelo ressentimento com sua liderança

Livros de Sinfrônio Jardim Neto que tratam do assunto desviados: Jesus não desistiu de você 1 e 2, Voltei Agora, Onde está o seu irmão? Da Editora Betânia; A reconquista da Editora Vida; Outros livros: Além do perdão – Don Baker – Editoria Betênia; Disciplina na Igreja – Russell Shedd – Edições Vida Nova; Decepcionado com Deus – Phillip Yancey

Para entrar em contato com o Ministério Jesus não Desistiu de Você, ligue 31 3452 1840 / e-mail:daria@prover.com.br-www.jesusnaodesistiudevoce.com.br
desviado

Número de desviados é desconhecido pela Sepal:

O número estimado de 30 milhões a 40 milhões de desviados no Brasil não é corroborado pela Sepal – Serviço de Evangelização Para América Latina. Missão internacional estabelecida no Brasil há mais de 30 anos, a Sepal tem um departamento especialmente voltado a pesquisas relacionadas ao meio cristão no Brasil e na América Latina.

A secretária do departamento de pesquisas da Sepal, Mércia Carvalhaes, explica que hoje no Brasil nenhuma instituição possui números oficiais sequer sobre a quantidade de cristãos no Brasil e muito menos sobre o número de desviados.

– Concordamos que há muitos desviados no Brasil, mas é impossível dimensionar a quantidade, afirma Mércia Carvalhaes. “Seria necessário fazer pesquisa específica a isso. E a gente não conhece ainda nem os evangélicos.

Queremos saber primeiro onde estão as igrejas e as pessoas que realmente as freqüentam para então levantar outros dados, como o de desviados, por exemplo”. O movimento Brasil 2010, também da Sepal (www.brasil2010.org) está tentando localizar as igrejas evangélicas no Brasil.

– Ora, se não sabemos quantos somos, como saberíamos o número de desviados, pergunta Mércia Carvalhaes. “O que sabemos apenas é que a porcentagem de evangélicos no Brasil é de 17% da população”. O fato é que 17% da população brasileira corresponde a cerca de 30 milhões de crentes e que desse universo muitos se desviaram ou se desviam.

A pesquisadora da Sepal informa que nem mesmo a pesquisa do IBGE é confiável, porque os recenseadores da pesquisa em 2000 não foram treinados para ver as diferenças de religião. Ainda assim, ressalva, os dados do IBGE são os únicos disponíveis.

http://www.jesussite.com.br

Trinta Milhões de Crentes Feridos Estão Esquecidos Nas Trincheiras – Parte 1

KamberIraqA igreja talvez seja hoje o único exército do mundo cujos soldados não voltam para buscar seus feridos no campo de batalha. Ao contrário, substitui-os rapidamente no batalhão e segue em frente, esquecendo-se que muitos soldados de valor ficaram à beira da morte pelas trincheiras.

Caso o último censo do IBGE tivesse incluído questão sobre o número de “desviados” no Brasil, o resultado seria assustador.

Calcula-se que hoje existam no País entre 30 milhões e 40 milhões de “desviados”. Por “desviados” entenda pessoas que um dia tiveram seus nomes no rol de membros de algum grupo cristão, mas que hoje estão à margem da vida da igreja.

Estas pessoas – cuja boa parte povoa hospícios e presídios ou, saco às costas, vaga errante à beira de estradas – um dia confessaram alegremente a Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor e no outro se viram literalmente jogados na sarjeta espiritual.

Nesse contingente de desviados há casos para todo tipo de pessoas. Do endurecido ao desprezado, do chafurdado na lama pelo engano do pecado ao desesperado para sair dele, mas sem ninguém para estender a mão.

É desta classe de pessoas que trata esta edição. De pessoas desesperadas por uma nova chance, mas sem ter a quem recorrer porque, sabem, o único lugar onde encontrariam novamente a paz para suas almas é a igreja, mas ali, pensam, há santos demais para admitir o retorno de um filho pródigo como ele.

Afinal, com ou sem motivo, um dia foram expulsos sumariamente. Seja porque inadvertidamente cortaram os longos cabelos ou caíram em erros considerados “sem volta” por sua igreja, como o adultério. Foram disciplinados, escrachados, alijados da comunhão e, não raro, se excluíram ou foram excluídos. Como Satanás, foram expulsos do paraíso. Como Caim, receberam uma mancha na testa e foram condenados a andar errantes pelo mundo pelo resto de suas vidas miseráveis. O problema é que em seus casos específicos, não foi Deus o autor do juízo sumário.

Com tamanha carga sobre as costas, voltar é passo difícil, em algumas situações, impossível.

– A própria igreja discrimina os desviados – constata Sinfrônio Jardim Neto, líder do ministério Jesus não Desistiu de Você, de Belo Horizonte, dedicado à restauração da vida dos desviados.

– A igreja vê o desviado como se fosse Judas Iscariotes, que traiu a Deus e a igreja. E o trata como se fosse lixo que precisa ser retirado daquele ambiente.

Mal sabe que o desviado é como o ouro de Deus que se perdeu na lama podre.

Está perdido na lama, mas ainda é ouro e precisa de gente interessada, garimpeiros que estendam a mão e vasculhem até encontrá-lo”.

Uma igreja de 200 membros perde outros 400 em 10 anos

Na próxima vez em que for a um culto, pare um instante e olhe à sua direita e esquerda. Agora, saiba que daqui a dez anos é possível que a senhora, o jovem sorridente e o austero senhor que estão em cadeiras ou bancos próximos a você cantando louvores estejam completamente afastados da igreja, amargurados com Deus e entristecidos por algum motivo.

De acordo com estatística do pastor mineiro Sinfrônio Jardim Neto, uma igreja de 10 anos de funcionamento que tenha mantido média de 200 membros viu passar por seu rol ao longo dessa década o dobro desse número. Uma evasão como essa explica a conta fictícia do parágrafo anterior.

Segundo as contas que têm feito ao longo de suas inúmeras campanhas em igrejas brasileiras desde 1994, quando começou a trabalhar com desviados, 400 pessoas que passaram por uma igreja que tem média de 200 membros estão desviadas hoje.

Em português claro e chocante: a igreja permanece com sua média de 200 membros, substituindo-os naturalmente. Mas essa rotatividade originada na dificuldade de “fechar a porta dos fundos” resulta ao final de 10 anos em perda de 200% no número de pessoas.

Esses números, destaca Sinfrônio Jardim, são relativos apenas a desviados.

Aqui não estão incluídos outros itens, como mudança de membro para outra igreja.

Expulso da igreja porque não usava chapéu:

As causas para o chamado desvio de pessoas na igreja são variadas, explica Sinfrônio Jardim Neto. Desde o abandono da fé em razão da volta voluntária ao pecado até a exclusão pela liderança da igreja em decorrência de coisas pequenas mas consideradas pecado, por eles.

Em suas viagens Sinfrônio Jardim diz que encontra situações de exclusão que seriam hilárias se não fossem tão perniciosas às vidas das vítimas. Pessoas que foram excluídas por causa do legalismo exacerbado de igrejas cujos líderes zelosamente disciplinaram com exagero pequenas contravenções. Na ânsia de limpar o pecado, jogaram fora o “pecador” junto com a água suja.

– Vejo gente sofrendo, afastada da igreja por causa de coisas pequenas, como ter cortado o cabelo, ter deixado a barba e até, pasme, por ter sido visto andando de bicicleta. Uma vez, em Campos, no Rio, conheci um homem que foi expulso da igreja porque não usava chapéu, como ordenava o estatuto da igreja.

Falsas profecias levam muitos ao desvio

Outra causa para o apartheid espiritual de muitos é a decepção com lideranças. O membro procura alguém para confessar uma fraqueza ou pecado e, em vez de perdão e ajuda para vencer o mal, recebe maior condenação.

As profecias falsas são também causa importante de desvio da fé. Inúmeras pessoas naufragam depois de receber profecias falsas. A pessoa tem o filho doente, por exemplo, e recebe uma “palavra de Deus” de cura. Pouco tempo depois a criança morre. Ela fica desesperada. Ou então ouve que deve se casar com alguém porque é vontade de Deus. Obediente, casa-se e algum tempo depois percebe que a voz ouvida não era da parte de Deus. Em vez de se decepcionar com o homem, decepciona-se com Deus e sai da comunhão, explica o pastor Sinfrônio Jardim.

E há, claro, o grande número de pessoas que se aproxima de Deus seduzidas por propaganda enganosa. Chegam porque alguém lhes prometeu prosperidade aqui e agora, mas não percebem as implicações do discipulado a Cristo.

Querem as bênçãos do cristianismo, mas nada de porta estreita e caminho apertado.

Querem sair do mundo, mas levar o pecado a reboque. “Querem a salvação, mas não querem largar o pecado”, resume Sinfrônio Jardim.

Por último, a decepção contra o próprio Deus é causa de afastamento de muitos.

A pessoa é uma crente fiel e, de repente, alguém a quem ela ama morre, por exemplo. Nesse caso, se não tiver alicerces firmes em Deus, ela culpa a Deus pelo infortúnio. Age como se Deus tivesse sido ingrato com ela, sempre tão fiel e, portanto, a seus olhos, merecedora de recompensa.

Poucas visitas ao desviado resultam em maior condenação

Depois que experimentam a expulsão do paraíso, poucos conseguem encontrar lugar de arrependimento. Pior é que se forem depender de boa parte da igreja para isso, já terão na mão o passaporte para o inferno.

Na pesquisa de Sinfrônio Jardim Neto, entre 60% e 70% dos desviados não recebem qualquer visita de líderes ou membros após sair da igreja. São simplesmente descartados ou substituídos por outros membros.

O restante dos desviados (entre 40% e 30%) recebe de uma a três visitas, que se revelam infrutíferas, porque na maioria das vezes a visita é de cobrança ou condenação. Em vez de amar o pecador e odiar o pecado, os visitantes lançam ambos na cova profunda do inferno. Jogam pedra, condenam.

Decretam o inferno já para o pecador. “É como bater de vara sobre a ferida de alguém… o ferimento e a dor só vão aumentar”, compara Sinfrônio Jardim.

Hospícios e presídios estão lotados de ex-crentes

Ainda segundo a pesquisa de Sinfrônio Jardim, existem três lugares onde sempre vai se encontrar desviados: nos hospícios, nos presídios e na mendicância.

– Vá a um hospício e ali você encontrará muita gente internada que recita versos bíblicos e canta canções cristãs. Estas um dia se afastaram, caíram em pecado e os demônios tomaram conta de sua vida. Ficaram endemoninhadas.

– Depois visite um presídio e você encontrará inúmeros josués, elias e samuéis. Detentos de nomes bíblicos, que demonstram o berço cristão. Ali você começa a conversar com um deles e descobre que é filho de presbítero de igreja.

– Por último, passe próximo a rodoviárias e estações de trem ou tente conversar com um andarilho de beira de estrada. Pelo menos três entre dez destas pessoas que andam bebendo errantes, sacos de bugigangas às costas, já participaram de uma igreja cristã. Ali, não raro, você encontra homens que um dia ocuparam solenes púlpitos e pregaram o evangelho.

E por que não voltam? Sinfrônio Jardim entende que a falta de perdão a sipróprio e da própria igreja e o entendimento errado de que o que fez é imperdoável por Deus afastam-nas cada vez mais do ponto de retorno.

– Mais da metade dos que se desviaram tem problemas sérios com o ressentimento e falta de perdão. Não voltam porque não conseguem perdoar, ou não querem perdoar ou acham que não merecem perdão.

O peso que está sobre a pessoa fica insuportável às vezes, explica Sinfrônio Jardim. Há denominações, por exemplo, que pregam que quem pratica adultério jamais será perdoado. Ora, com um decreto como esse na cabeça, o pecador desiste de qualquer tentativa de reconciliação com o Deus irado que lhe foi pintado e se transforma em um monstro na terra. Passa a praticar os mais baixos pecados, porque, pensa, se já está condenado ao inferno por toda a eternidade, resta aproveitar seus dias na terra.
HomemChorando002a

Poucos saem em busca da ovelha extraviada:

Hoje a maioria das igrejas não possui qualquer trabalho específico para trazer suas ovelhas desviadas de volta ao aprisco. Ninguém pensa em deixar suas 99 ovelhas e sair atrás da centésima, extraviada.

Sinfrônio Jardim também tem explicação para esse fenômeno. Afirma que na visão expansionista de muitas igrejas hoje é pouco lucrativo deixar 99 ovelhas e sair por lugares ermos atrás de uma ovelhinha extraviada que nem sabe se está viva ou que talvez esteja tão ferida que não tenha chance de sobreviver.

– Muitos acham que não vale a pena tamanho esforço, que vão perder tempo. E, para aliviar suas consciências, usam o argumento de que a pessoa já conhece a palavra.

Outros chegam a usar versos bíblicos para justificar o esquecimento. “Saíram de nós porque não eram dos nossos…” é um dos mais recitados.

A falta de visão de restauração descrita por toda a bíblia é ignorada nesses casos. “Buscar ovelhas perdidas é visão antipática em muitas igrejas”, lembra Sinfrônio Jardim. “Isto porque quando o membro sai, geralmente sai falando mal da igreja ou do pastor. Acaba ficando mal visto dentro da própria igreja que, em vez de amá-lo e perdoá-lo, passa a tratá-lo como ovelha negra. Desta forma, quando alguém se dispõe a ir atrás dessa ovelha perdida, torna-se também impopular e corre o risco de ser também mal visto. E poucos estão dispostos a isto”.

Igreja Batista da Lagoinha foi buscar 3 mil desviados:

O retorno com sucesso dos desviados à igreja depende basicamente da atitude da igreja. “A porcentagem de desviados que retorna à igreja não passa de 10% no Brasil, mas se a igreja toma uma atitude de ir buscá-los, consegue até 80% de sucesso”, afirma o pastor Sinfrônio Jardim.

Bons exemplos não faltam: a Igreja Batista da Lagoinha, de Belo Horizonte, já reagrupou 3 mil pessoas ao seu rebanho de 30 mil pessoas em pouco mais de dois anos. Ali, o pastor César Teodoro dirige o ministério “A centésima ovelha”, junto com o líder principal da igreja, Márcio Valadão.

A igreja Assembléia de Deus em Brasília, dirigida pelo pastor Elienai Cabral, também tem obtido sucesso no resgate aos seus desviados. Outra Assembléia de Deus, dirigida por Daniel Malafaia, em Campo Grande (MS) tem obtido sucesso semelhante.

“Fomos amados. Apenas amados. E isto fez toda a diferença”

O casal Valmir Soares e Alina é exemplo perfeito de filhos pródigos restaurados. Conheceu a Deus, resolveu seguir seus próprios caminhos, reconheceu o estado em que estava, conseguiu forças para voltar, foi recebido com festa e experimentou a restauração em suas vidas, nessa ordem.

A primeira experiência de Valmir e Alina com Cristo aconteceu em 1987. Por um ano e meio eles se relacionaram com Deus e com a igreja local que freqüentavam, em Campinas, SP. “O problema é que não abri totalmente o coração naquela época. O resultado é que ao longo do tempo fui esfriando, as coisas foram ficando difíceis e eu acabei tomando duas decisões erradas que resultaram no meu afastamento da comunhão”.

– Aí não tem jeito, você entra mesmo no pecado e fica até pior. Comecei a praticar coisas horríveis e a mentir para minha esposa. Quando pensava em voltar, havia sempre a voz acusadora do diabo, dizendo que eu era indigno, que ninguém iria me receber, enfim, que não tinha mais volta. Eu me lembrava dos irmãos, da alegria e do amor que desfrutávamos, mas o pecado me impedia de voltar.

– Outra coisa que me impedia de voltar era a presunção, lembra Valmir. “Dizia para mim mesmo, tenho o Senhor na Bíblia… não preciso voltar. Eu não tinha o entendimento de que é o corpo quem nos sustenta”.

-Mas aí Deus usou a vida do próprio casal que nos falara inicialmente de Jesus, os irmãos Hélcio La Scala Teixeira e Isabel, hoje pastores em São José dos Campos, SP.

Valmir relembra: “Um dia, depois de uma conversa franca com eles e de novo convite, eu e minha esposa resolvemos visitar a igreja novamente. Enchemo-nos de coragem e fomos. Era um domingo de setembro, em 1992. Fomos recebidos literalmente como filhos pródigos. A maioria dos irmãos nos abraçou, orou conosco e, pela graça de Deus, fomos tocados novamente. Fiquei mais de uma hora chorando num canto, arrependido”.

Hoje o casal está restaurado e integrado na vida normal da igreja.

– O melhor de tudo, diz Valmir, é que em tempo algum recebemos o menor olhar de acusação dos irmãos. Nem mesmo por parte daqueles que tinham nos aconselhado anteriormente e a quem não tínhamos dado ouvidos. Ninguém disse: eu te avisei. Fomos amados. Apenas amados. E isto fez toda a diferença”.

PARTE DESSE ARTIGO CONTINUA NO ESTUDO 2

Não deixe de Ler!

MAC.

Sarah Sheeva: “Para ser separado do sistema corrompido, tem que ser muito doido”

sarah

Sarah Sheeva na CCVP: “Para ser separado do sistema corrompido, tem que ser muito doido” Missionária esteve na Comunidade Cristã Vida Plena e falou à igreja sobre santificação e vida no Espírito Por Juliana Simioni – http://www.guiame.com.br No último final de semana, dias 3, 4 e 5 de julho, a Comunidade Cristã Vida Plena trouxe a ministração da missionária Sarah Sheeva. O evento foi organizado pelo Núcleo Jovem da CCVP e aberto a toda a igreja e visitantes. Sarah abordou temas como vida no Espírito, pureza sexual e santidade no altar. Filha primogênita de Baby do Brasil e Pepeu Gomes, foi a primeira em sua casa a converter-se ao Evangelho de Cristo. Cantora, deixou em 2003 o grupo que compartilhava com sua irmãs Nana Shara e Zabelê, o SNZ. Hoje, afirmando ser ainda muito mais “radical”, Sarah ministra em igrejas de todo o Brasil e é autora de dois livros: “Defraudação emocional”, no qual dá instruções de como escolher a pessoa certa para relacionar-se e evitar um casamento “encalhado”, e aponta costumes seculares que têm invadido os relacionamentos na igreja; e “Onde foi que eu errei?”, livro que trata o tema criação de filhos. Vida na alma e vida no Espírito (Sexta-feira) Sarah Sheeva mostrou a diferença entre o “crente de alma” e o “crente de espírito”. De acordo com a missionária, o “crente de alma”, ou “crente almático”, como ela o chama, é aquele que se relaciona com Deus segundo o que ele pensa e quer, as circunstâncias é que determinam o estado de espírito. Já o crente de espírito, relaciona-se com Deus de acordo com o que “sai da boca de Deus”, pela palavra de Deus. sarah4Ao ministrar sobre o Espírito Santo, a missionária falou que o cristão deve ir à igreja preparado para “pagar mico pra Jesus” e se “descabelar na unção”. Segundo Sarah Sheeva por vergonha e medo de “pagar mico”, muitos crentes impedem o agir do Espírito Santo. Sarah entende que o inimigo tenta trabalhar na alma da pessoa para sugestionar seu querer, mas ele apenas sugestiona, não obrigando ninguém a pecar, a batalha é contra a própria vontade de cada um. Para a missionária, quando a pessoa frustra-se e pede socorro a Deus, Ele a livra dela mesmo. “Antes do pecado, o ser humano usava 100% do cérebro, e hoje usa apenas 5%”, disse Sarah, alertando sobre o cuidado do que pedir em nome de Jesus. Ela citou ainda Romanos 8:26: que diz que por não sabemos orar como convém Deus nos assiste na fraqueza e o Espírito Santo intercede por nós com gemidos inexprimíveis. Em entrevista ao Guia-me, a missionária Sarah Sheeva explicou o que é santidade e como alcançar a santificação: “Santidade é relacionamento com Deus, Espírito Santo na sua vida. Santificação é um processo, primeiro vem a confissão – tem que ter confissão – depois o arrependimento, que não é remorso, é mudança de atitude. Quando você faz a coisa errada e derrama o seu coração, Ele derrama o Dele. Com a presença santa DEle, aí você é purificado. Santificação é isso, é você ser separado da sujeira, separado do pecado, separado do sistema corrompido e para isso você tem que ser ‘muito doido’, porque o mundo chama a gente de doido mesmo, o mundo vai te condenar, vai dizer que você é radical, mas eu não sou radical, radical é Jesus. Ou você é frio ou você é quente, é radical. Em João 12 diz que quem odiar a sua vida nesse mundo vai ganhar a vida eterna. Ele é radical, o resto é palhaçada. Se eu for comparar meu jeito, minha vida com Ele, eu sou frouxa. Ele é radical.” Sexo (imoralidade e pureza sexual). O que é ser livre? (Sábado) No segundo dia de ministração, Sarah Sheeva falou sobre pureza sexual, a missionária comenta que hoje o errado é ensinado como certo. “Muitas pessoas acreditam que após uma relação sexual sem nenhum compromisso é só tomar um bom banho e está tudo certo. Teoria do ‘lavou tá novo'”, brincou. “A relação sexual é um pacto de sangue, e no mundo espiritual um pacto de sangue é eterno, logo, ela não deve ser praticada antes do casamento”, apontou a missionária. Sarah afirmou que casais que mantém relações sexuais antes do casamento, vivem um relacionamento conjugal “frio” quando se casam. Para ilustrar, ela usou a seguinte metáfora: “A pessoa come bolo com sorvete antes do casamento e quando casa come jiló cru. Eu prefiro comer jiló cru por dois anos se for preciso, e bolo com sorvete para o resto da vida”. Sarah fazia referência ao fato de estar em abstinência sexual há quase 10 anos. Na ministração Sarah explicou que cada pessoa tem suas “prisões”, as tentações que fazem cair em pecado, como: prostituição, pornografia, drogas e relacionamentos sexuais. A missionária, que sofria de ninfomania (desejo sexual feminino obsessivo e recorrente), enfatiza que o diabo não oferece nada que não seja atraente, “ele oferece uma bandeja cheia das ‘prisões’ de cada um”. “A cada vez que dizemos não ao pecado, mesmo com dificuldade, somos fortalecidos no processo de santificação”, confirmou Sarah. A missionária afirmou que existe uma visão errada do que significa liberdade e apontou que nem mesmo Jesus pôde fazer tudo o que queria.”Ser livre não é fazer o que se quer. Ser livre é dizer não para o que te faz mal e sim para o que te faz bem. É aprender a negar a própria vontade e aceitar a vontade de Deus”, completou. Santidade no Altar. sarah3Por que o louvor liberta? (Domingo) “O altar tem que ser o coração, onde eu morro para o que eu quero, que na maioria das vezes é ruim, e renasço para o que Deus quer”, disse Sarah Sheeva, em sua terceira ministração na Comunidade Cristã Vida Plena, que aconteceu no domingo, dia 5 de julho. Ela explanou sobre o tabernáculo e o lugar santíssimo. Segundo a cantora, quando entramos no santíssimo nos deixamos conhecer e somos santificados: “Quando você entra (no lugar santíssimo de intimidade com Deus) você não sabe, mas quando você sai, sabe que entrou”. Sarah perguntou aos presentes quem já tinha vivenciado a experiência de entrar no santíssimo, viver um momento de intimidade profunda e depois tentar explicar a alguém o que sentiu: “Não dá, é impossível viver algo no espírito e relatar com a alma”. A missionária contou a experiência de sua conversão, quando sozinha em seu quarto, ouviu a voz de Deus que a chamou pelo nome. Depois de muito tempo orando e chorando, Sarah contou que sentiu muita dor, seu diafragma havia subido e ela já não respirava direito. “Irmãos, Ele disse desse jeito: ‘Vou parar de falar, seu coraçãozinho não está aguentando’, mas eu não queria”, disse ela. E continuou a explicar que quando se sente a Glória de Deus, você esquece a dor: “O prazer de estar na presença de Deus é muito maior”. Sarah Sheeva também falou sobre pessoas que “comem do mundo e comem do altar”, ou seja, pessoas aparentemente convertidas que exercem atividades na igreja, mas praticam atitudes que não condizem com a palavra de Deus. “Não adianta fazer evangelismo se não estamos firmes. Se estivermos em santidade, evangelizamos por nossa conduta. O que você faz fala mais alto”, afirmou. Para a missionária, o altar é a linha de frente da batalha, é aonde o ataque vai primeiro.Ela falou sobre a brecha que uma pessoa abre ao subir ao altar em pecado e a legalidade que isso dá ao diabo. “No momento em que subo no altar, o inferno me conhece de outra forma, fico individualmente marcada, como se fizesse uma placa: Procura-se”, acrescentou Sarah. Aprender a ser sal Quando saiu da banda SNZ, na qual cantava com as irmãs Nana Shara e Zabelê, Sarah contou que por ter escolhido largar o assédio da mídia, a fama, algumas pessoas disseram que ela seria “ninguém”. Chorando, ela respondeu que se fosse para ser “ninguém”, seria “ninguém por Jesus”. Sarah reiterou que os crentes devem ser como o sal que, misturado à comida, ninguém vê ou elogia: “Mas ele está ali dando sabor, fazendo a diferença”. Por que o louvor liberta? Sarah Sheeva fala também sobre louvor. Ela contou que teve uma visão sobre a música, que é uma criação de Deus para que o adoremos: “Hoje, a maior parte das músicas não são de adoração ao Senhor. E as músicas mundanas estão contaminando até o povo de Deus”. A missionária fala que ao entrar em uma loja de CD’s o que deveria acontecer é vermos as seguintes prateleiras: rock gospel, música clássica gospel, reggae gospel, black gospel, e ao fundo da loja, em uma única prateleira, um ou outro CD de música secular. “Mas na realidade é ao contrário”, afirmou. O cantor Gilson Campos, ex-integrante da banda Twister, esteve presente na ministração de domingo e com um testemunho pessoal na área da música, falou brevemente ao Guia-me sobre alimentar-se do mundo e do Altar: “Temos que estar realmente firmados na Palavra, porque como diz a Bíblia, não há como da mesma fonte jorrar água doce e água salgada. sarah2Então, se você toma a decisão de ir para o mundo e dizer que tudo bem, eu posso ouvir música do mundo, não vai dar nada, pode acarretar conseqüências. A pessoa pode não ver, mas com pequenas brechas, assim como um vaso, com uma pequena ‘trinquinha’, vai indo, vai indo, até que se quebra, e aí vem as conseqüências. Eu aconselho vocês a se alimentarem somente do altar de Deus, somente do pão da vida que é o Senhor Jesus Cristo, da palavra que liberta. O Senhor livrou-me do dia para noite das bebidas, eu era totalmente problemático, tinham espíritos que queriam minha vida, levavam-me para destruição. A palavra de Deus mudou a minha vida, o nome de Jesus Cristo mudou-me por completo e eu tomei essa decisão, só alimentar-me com aquilo que é de Deus e não me contaminar com aquilo que é do mundo”. Testemunhos O jovem Igor Bastos, membro da CCVP, relata a experiência dos três dias de ministração: “Já vinha orando a Deus, pedindo para que tivesse experiências com Ele, e nestes três dias de congresso Deus atendeu o meu pedido.No primeiro dia eu comecei a ser visitado pelo Espírito Santo e no domingo eu fui batizado. Foi o começo de uma renovação espiritual em minha vida”. Ao final do congresso, o pastor da Comunidade Cristã Vida Plena, José Roberto Freschi de Oliveira, agradeceu à missionária Sarah Sheeva e comentou que apesar de já ter ouvido diversas vezes sobre os temas tratados, nunca havia participado de uma ministração com tanta clareza.

Escrito por: Juliana Simioni

*Indicado pelo Site www.voltados.com

Notícias do Ministério Voltados Para Tí e pequena reflexão.

Ufa! Estamos aqui. Trabalhando muito em nosso novo cd, novo por que já existia um outro porém, nunca lançado. Todo o pessoal do Voltados está se emprenhando em fazer o melhor para o Senhor e com isso tudo Deus tem nos abençoado muito esses dias. Semana passado, estivemos no Studio Music, do nosso amigo e produtor musical Carlos Nunes, vimos uns trabalhos excelentes, quanta qualidade! O Carlinhos, como o chamamos, super gente fina, nos deu alguns conselhos na área de música e foi muito legal.

Queremos avisar aos  nosso irmãos amados que ainda estamos fazendo esnsaios no Maurício que também é produtor musical em Icoaraci, muito embora sua especialidade seja aluguel de espaço físico para ensaios, entretanto temos todo o apoio e atenção em cada trabalho que ele nos assiste com muita paciência rsrsrrs. O Maurício é um dos nossos maiores amigos nesse trabalho e fora dele. Louvo a Deus pela sua vida meu irmão. Mas, voltando, fizemos uma pré gravação bem legal da canção Vem Restaurar, ficou bem jovem e, de fato, é para o público jovem das igrejas, entendemos o chamado e o amamos, Deus é fiel! Se você deseja conhecer melhor o trabalho do Ministério Voltados Para Tí, entre no Site WWW.VOLTADOS.COM , lá está bem explicado todo o trabalho. Estamos felizes como ministério e como família, não imaginávamos que algumas de nossas canções fossem “cair na boca do povo”, literalmente falando, abençoando vidas e alcançando os perdidos, Ufa! Que Deus legal de bom é esse!

Após a quase finalização da Canção ” Satisfy me” que precisa ser melhorada, mas é um single todo em inglês, que fará parte de um outro trabalho pré entitulado: “Músicas para Acampamentos” fizemos uma viagem curta para a Ilha de Cutijuba, afim de relaxar. Que pena! Minha bêbe não pôde vir conosco, minha princesinha teve que ficar, que saudades! Na verdade, para quem não sabe, minha vida e ministério se completam com ela. Rocivana pra mim é mais do que uma companhia, é mais do que  minha namorada, noiva daqui a uns dias e esposa muito pouco em breve. Deus é fiel! Eu a ouço naquilo que preciso ouvir, quando compartilho experiências com ela, tomamos decisões juntos, amamos compartilhar. Nesses período todo de ensaios e gravações ela é parte fundamental.

Cada música gerada no meu coração, cada canção ministrada tem sido recebida como um presente do Senhor e devemos tratar com muito carinho, trabalhá-la para que Seu nome seja engrandecido, lembrado, honrado entre os povos. Sou grato demais ao Senhor!

Estar gravando com o Voltados é sem dúvida uma das maiores esperiências da minha vida, infelizmente algumas pessoas que vivem do erros dos outros do passado insistem, levadas pelo diabo, a lembrar dias maus, pessoas muitas das vezes da minha própria igreja, levadas por um pensamento malígno e errôneo, por coisas que elas mesmas plantaram e ainda não colheram, já estão passando. ” Ai daquele que tocar num dos meus ungidos!” 1 Crônicas 16:22 diz: Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas.

Eu sou ungido do Senhor, eu tenho Sua marca na minha vida, no meu ministério, amo a mensagem da Cruz contudo, eu sei de onde eu vim e sei de onde o Senhor me tirou. A Bíblia sagrada nos ensina que todos pecaram e carecem da glória de Deus. Eu preciso da glória de Deus, eu careço de Sua presença em minha vida, mais do que tudo. “Pois todos pecaram e carecem da gloria de Deus” (Romanos 3:23)

Pessoas que vivem comentando sobre a vida do irmão, da irmã e não se consertam, são aquelas mencionadas no livro de Romanos Cap. 1, andam por caminhos tortuosos, nuvens sem água, árvores sem frutos, esperam receber algo do Senhor de bom, não terão nada senão, a mão do próprio Deus sobre suas vidas. 13

Durante o tempo que estou na PIBI, boa parte dessas mesmas pessoas insistem em falar mal do nosso Pastor, Pr. Edson Marialva, criticando muitas das vezes suas decisões e criticando o culto, falando e disseminando o mal! Onde vai parar isso meu irmão, minha irmã?!!

Você que fala mal do seu pastor, que não reconhece autoridade delegada e nem autoridade espiritual, que critica, briga, xinga, você que pode até estar lendo esse post, este blog, que insiste em criticar o irmão da sua própria igreja, que senta ao seu lado. Pare com isso, já!!! Você está pecando e ainda tem a coragem de subir para cantar ou tocar, tenho uma palavra para você, “lembra de onde tua caístes, arrepende-te e volta a prática do primeiro amor! Deus está sondando você e o diabo rodeando sua vida, cirandando para tragá-lo, tragá-la. Você nasceu para ser beñção e não maldição na vida de seu irmão ou irmã, pare com as fofocas, isso causa abominação ao Senhor, intrigas, brigas não são frutos do Espírito! 

Provérbio 6:16-19
Há seis coisas que o Senhor detesta; sim, há sete que Ele abomina: (17) olhos altivos,

Língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente; (18) coração que maquina projetos

Iníquos, pés que se apressam a correr para o mal; (19) testemunha falsa que profere

Mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.

Se você perdeu algo, contente-se busque ao Senhor, busque Sua face, Ele irá ouví-la, ouví-lo, mas não critique seu pastor, não critique seu irmão, não seja boca do diabo, não seja ouvido do inferno qualquer que seja o líder na sua igreja, pare de viver uma vida de ilusão! E deixe Deus usar você!

Mas mudando um pouco, sabe queridos, eu particularmente estou muito feliz, empolgado com tudo o que o nosso Deus está nos proporcionando, fico sim, meio chateado quando ouço comentários banais de irmãos, quando me referir ao termo irmãos, são irmãs e irmãos, esses que deveriam conduzir a obra de Jesus como manda a palavra, acabam por contribuir diretamente para o mal. Isso me faz orar mais e mais e buscar a face de Deus por Sua misericórdia!

Peço que os irmãos nos ajudem em oração, para que Deus venha nos fazer ser um, para sermos mais unidos como igreja do Deus vivo, não apenas aqui em Icoaraci, mas em toda Belém, em todo o Pará, Brasil e mundo! Só Deus pode nos dar Sua paz, não como o mundo a dá, mas a paz que excede todo o entender. Deixo pra vocês e pra mim um versículo que amo demais:

Salmo 125:1   Aqueles que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não pode ser abalado, mas permanece para sempre.Shalon!!

 

Shalon Adonai

Tamanho nem sempre fala em saúde. Acorda Igreja!

DesviadoTamanho nem sempre fala em saúde.

A causa predominante de morte hoje em dia é enfarte de coração. E a primeira razão das pessoas terem problemas com seus corações é a obesidade. Podem ser grandes (muitos são), e é bem provável que suas vidas vão ser mais curtas e menos saudáveis do que seus amigos mais magros. Tamanho nem sempre fala em saúde. Infelizmente a igreja não acredita nisso. Tudo tem a ver com tamanho do seu prédio e tamanho da sua congregação. Nisso, vale lembrar que as igrejas que tem mais membros têm também mais desviados saindo delas. Vamos fazer uma festa? Uma alma ganha e perdida não vale nada em eternidade.

“Quantos membros você tem na sua igreja?”
“Quantas células?”
“Quantos jovens têm na sua reunião de jovens?”

Misericórdia! Bla, bla, bla. Quem se importa? Eu te falo quem se importa: homens. Homens que vivem contando números porque acham seu valor em quantas ovelhas cegas eles conseguem colocar dentro do seu rebanho. É quem ele é. É a sua identidade. É o que o leva a dormir ou não durante a noite.

Mas se a marca de um grande líder de sucesso é somente conseguir pessoas para seguir, então nós devemos sair nessa hora e procurar uma foto do Adolf Hitler para colocar no espelho para motivação. Ele conseguiu fazer uma nação inteira seguir e lutar por ele, e muitos morreram. Quantos seguidores você tem na sua igreja? Garanto que é menos que Hitler tinha na Alemanha. E será que eles estão dispostos a morrer por ti? É ruim.

Vamos acordar e ver que esse papo banal e cheio de atitudes soberbas é: pecado. Vamos parar com aquela conversa de: “Meu pai é mais forte do que seu pai”. Vamos crescer um pouco. Números não mostram nada, independente da ilusão que eles criam. Muitas pessoas que falam coisas erradas e odeiam Deus tem multidões seguindo eles. O mundo é a prova maior de que as pessoas preferem seguir os erros, mas o Cristianismo é prova maior de que a maioria não quer saber da Verdade. Se você está procurando uma multidão para validar sua vida e a verdade, cuidado.

Uma vez um homem estava batendo papo com um pregador bem conhecido e eles estavam conversando sobre “pregar” e “ganhar almas”. O homem perguntou ao pregador famoso: “Quantos almas você tem ganhado no seu ministério?”, e o pregador respondeu: “Nenhuma.” Incrédulo, o primeiro perguntou, “Mas, quantos anos você tem no seu ministério?”, e o pregador respondeu: “40”. “40? E nenhuma alma?”. Sem dizer nada, o homem ficou lá pensando em que fracasso era esse pregador. Como é que um pregador não pôde ganhar nenhuma alma em 40 anos? E por que ele era famoso? Que vergonha ele deveria ser para sua família. E bem durante os seus pensamentos, criticando esse homem de Deus, a mãe do pregador o chamou: “Jeremias, está na hora de comer!”

Deus não mede sucesso como os homens o fazem. Sucesso no mundo (e nas igrejas) é medido por quanto dinheiro você tem, sua profissão, sua influência, sua casa e seu carro. Sucesso, aos olhos de Deus, é medido pela fidelidade que você tem com o que Ele te deu pra fazer, independente de quanto você está ganhando ou quantos estão te seguindo ou te vendo. Jeremias não tinha nada, nem um convertido, mas garanto que a recepção dele no céu era nada menos do que grandiosa. Por 40 anos ele obedeceu a Deus sem ver fruto, simplesmente sendo obediente. Tente isso!

Já pensou no motivo que nós só publicamos livros daqueles que tem milhares de membros em suas igrejas, e fazemos tudo para comprar eles e copiar, somente para ver depois que nossas igrejas quase não crescem? Que desperdício. Vai correr atrás do vento que é a mesma coisa! Que ilusão pensar que uma visão pode dar crescimento (Deus não trabalha com franquias religiosas). É Deus que dá crescimento e Ele, obviamente, não dá para todos. Mais uma vez: Deus não mede sucesso através de números. Se fosse assim, Jesus também era um fracassado, pois no fim ninguém ficou com ele, e isso depois de três anos e meio de ministério. Coitadinho dele.

Deus mede sucesso através de obediência, fidelidade e justiça. Nosso alvo não deve ser quantos, mas se eu estou fazendo tudo que Deus me pediu. Nosso alvo não deve ser “sucesso” em si, que é soberba sem máscara, mas agradar a Deus com um coração voltado a Ele, fiel e obediente.

Na verdade, essa questão de números é um ego solto e sem freio. Quantos líderes de jovens, depois de ouvir quantos jovens um irmão tem na sua igreja, voltam pra casa, e quase cai em depressão e pensam em pular do teto da casa? Meu amigo, eu já vi cada culto de jovens lotado de pessoas, mas vazio da presença de Deus, e também já vi cada culto de jovens com 30, que teve um mover louco rolando. Um é considerado sucesso, razão de escrever um livro; o outro um pesadelo, e razão de comprar o livro do outro. Se quiser simplesmente números, isto é fácil, convida o “pop-star” evangélico do dia e sua igreja vai lotar. E se Jesus volta, não se preocupe, o evento vai continuar, pois a maioria da galera vai ficar; você não vai perder quase ninguém, e este é o maior medo dos líderes hoje em dia. Até seria uma exceção à igreja que não ia ter culto no domingo depois da volta de Jesus. Só espero que alguns pastores faltem.

Sua igreja está crescendo?

• Você gostaria de ver 931.335 batismos na sua igreja num ano só? Os Adventistas do Sétimo Dia viram isso.
• Você gostaria ver um crescimento de 52% durante oito anos (de 4.3 milhões para 10.4 milhões)? Os Mórmons viram isso entre 1990 e 1998.
• Os testemunhos de Jeová batizaram 28.683 novos membros no Brasil durante 2005. E sua igreja batizou quantos?
• Wicca viu um crescimento de 140% num ano na Austrália.

Sua igreja está crescendo?

Quer comparar estatísticas? Você vai perder. Tamanho nem sempre fala em saúde! Infelizmente as seitas estão crescendo bem mais rápidas do que as próprias igrejas evangélicas. Então acho que isso deve servir de exemplo para a futilidade e atitudes infantis de líderes querendo falar sobre quantos membros têm em suas igrejas, numa tentativa imatura de ganhar o respeito de um outro líder. Até quando Deus vai agüentar os líderes imaturos olhando para a igreja como se fosse algo dele e um motivo para se gloriar? Cuidado, gordinho, se seu coração não der enfarte, ele pode se endurecer enquanto você corre atrás dos aplausos e reconhecimento dos homens.

A pergunta não deve ser: “Quantos membros você tem na sua igreja?”, mas sim: “Sua igreja tem a presença de Deus nela?”

Jeff

AVIVAMENTO

avivamentoNum dia em que a igreja é muita parecida com o mundo, até o ponto em que você mal pode ver a diferença e aonde o filho pródigo nunca saiu de casa, nós temos a necessidade muito grande de avivamento. Muitas vezes “achamos” que alguém é crente só para descobrir mais tarde que ele não é. O que é esse negócio de “achar”? Para onde foram os dias em que nós sabíamos quem era crente e quem não era? O problema está numa igreja que professa o seu amor por Jesus, enquanto possui muitos outros amados. A igreja está, de muitas maneiras, namorando com o mundo. Ela é o filho pródigo que nunca saiu de casa. É como Jesus falou em Mateus 15:8, “Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim.” Esse povo fala todas as palavras certas, mas é só papo furado. Eles amam os seus pecados mais do que a mim. Isso não descreve como é a igreja de hoje em dia, filhos e filhas pródigos que nunca saíram de casa? Filhos e filhas pródigos que honram Deus porque é a “coisa certa” a se fazer, mas seus corações estão longe. Filhos que de dia fazem tudo o que lhes é requisitado, mas de noite saem pela janela do seu quarto para curtir o que os seus corações desejam. O que é pior: o caso do filho que saiu de casa e mais tarde voltou arrependido ou o do filho que nunca saiu de corpo, mas o seu coração nunca voltou? Como Deus odeia religião. E isso nada mais é do que aquele espírito morto de religião. Você pode perceber o cheiro de carne apodrecendo dos numerosos crentes de quem Ele falou, “Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim.” E por esta razão, eu declaro que precisamos de avivamento desesperadamente. As moscas estão se congregando na porta da casa de Deus. E assim nós embarcamos numa jornada de muita contenção. Avivamento, por uma razão ou outra, é a fonte de muitas discussões hoje em dia. Muitos estão hesitantes de até usar a palavra avivamento pelo medo de serem vistos como fanáticos ou, pior ainda, heréticos. Então eu ponho a questão, “Deus ainda faz avivamento?” Podemos esperar ou até ter uma expectativa de grandes avivamentos? Você pode imaginar centenas… não, milhares de pessoas se ajuntando em nenhum lugar particular simplesmente para buscar a face de Deus? Você pode imaginá-los saindo renovados, desafiados, mais apaixonados, e com uma realização maior de sua responsabilidade de ganhar os perdidos? 2 Crônicas 7:14 fala, “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” Se este versículo não está falando de avivamento, então eu não sei do que está. Un%C3%A7%C3%A3o%20de%20Conquista_jpg_Thumbnail1Essa é uma clara e simples receita para o melhor bolo de presença de Deus que eu já vi. E, imagine, achamos na Bíblia. Mas, a pergunta ainda existe, “O que é avivamento?” Muitos erram em pensar que o avivamento é a salvação de muitos incrédulos. Não posso negar que isso é, sem questão, o trabalho do Espírito Santo – e é bem possível que seja um resultado de um avivamento – mas em si não é avivamento. Avivamento tem a ver com crentes, aqueles que já confessam Jesus como Senhor e Salvador. Por isso, “a”vivar. Quer dizer, “dar vida de novo.” Para avivar uma pessoa morta, ele tinha que estar viva antes. Você não pode avivar uma coisa que nunca foi viva. Por esta razão 2 Cr 7:14 fala do povo de Deus, “se o meu povo,” os crentes. Avivamento é um despertamento do espírito para verdadeiramente entender aonde ele está, de verdadeiramente ver o pecado em que ele está rapidamente se afundando e de reconhecer a grande necessidade do toque da renovação de Deus; uma maior convicção do pecado. Por tanto tempo a igreja tem caminhado de mãos dadas com o mundo que eu não tenho certeza se nós ainda entendemos a convicção verdadeira ou o que é arrependimento mesmo. E por isso, nós precisamos de avivamento. Nós precisamos de uma maior percepção do nosso próprio pecado e da necessidade de perdão. Precisamos ser quebrantados diante do Deus Santo. Avivamento faz uma pessoa ser desesperada, desesperada por vida, e ter uma percepção que tudo o que não é bom no seu mundo. É a hora em que abrimos os nossos olhos e nos achamos no chiqueiro desejando uma espiga de milho. É quando nos perguntamos como viemos parar ali e compreendemos que a morte está batendo à nossa porta. É a compreensão da distância em que nos desviamos longe de casa e de um desejo consumidor de voltar. E isso é o que nos pressiona a se ajoelhar e buscar a misericórdia do Deus – que não tem nenhuma obrigação de nos dar. É disso que precisamos desesperadamente. É o que o mundo precisa ver. O mundo precisa ver uma igreja quebrantada diante do seu Deus. A igreja que não é mais achada naquele estado confuso de ser parecida com aqueles que está tentando ganhar, mas, uma noiva pura e sem mancha. Isso é o que Jesus deseja ver. E por isso precisamos de avivamento. Seu coração clama por avivamento? Seu coração está quebrantado por todas as almas perdidas que estão simplesmente ocupando espaço em nossas igrejas? A necessidade por avivamento é óbvia e a maneira de conseguí-lo também é. Deus está esperando por homens e mulheres. 2 Cr 7:14 é uma promessa dada a nós. “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” Se – somente “se” – os filhos e filhas de Deus clamarem ao nome do Senhor e se humilharem e se arrependerem, então… então Ele agirá. Ele sarará a nossa terra. E o avivamento vem. Deus está esperando para a sua igreja se arrepender e voltar a Ele. E quando isso acontecer, também acontecerá o avivamento.

Pr. Jeff Fromholz Equipe GB Santarém-PA

http://www.geracaobenjamim.com

%d blogueiros gostam disto: