Fugir não é sinônimo de covardia, quando o refúgio é em Deus!

O propósito da dificuldade: “Depois Davi, retirando-se desse lugar, escapou para a caverna de Adulão”.

 

Um dos momentos mais difíceis para um indivíduo é experimentar momentos de solidão. Davi estava fugindo de Saul que o perseguia e desejava matá-lo. Fugiu para uma caverna, um lugar solitário, um lugar ermo, porque precisava de um lugar seguro, um lugar onde Saul não o encontrasse. Naquela ocasião, ele precisava se desviar das intimidações e das ameaças de seu inimigo. Para algumas pessoas, isto parecia sinal de covardia. Mas, para Davi era um lugar de escape e de segurança em Deus.

 

Como conseqüência dessa atitude, nasce o Salmo 57, o qual se inicia assim: “Compadece-te de mim, ó Deus, compadece-te de mim, pois em ti se refugia a minha alma; à sombra das tuas asas me refugiarei, até que passem as calamidades. Clamarei ao Deus altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa. Ele do céu enviará seu auxílio, e me salvará.” Quando as coisas estiverem muito difíceis, faça como este servo de Deus procure um lugar só seu e esconda-se nos braços do Pai.

 

Fugir não é sinônimo de covardia, mas de sabedoria quando objetivamos encontrar a um refúgio em Deus. Fuga psicológica é quando escapamos para não enfrentar nossos próprios receios e traumas. Fuga psicológica é fugir dos próprios compromissos. Buscar um esconderijo em Deus é quando precisamos de amparo e alívio do Pai celestial.

 

Davi conhecia Deus como uma mãe que protege o seu filho querido nas horas em que ele está precisando. Ele acalmava e sossegava a sua alma no colo de seu pai (Salmo 131).  Certa vez, Jesus orientou aos seus discípulos: “Vinde vós, à parte, para um lugar deserto, e descansai um pouco. Porque eram muitos os que vinham e iam, e não tinham tempo nem para comer. Retiraram-se, pois, no barco para um lugar deserto, à parte” (Marcos 6: 31,32). Eles não estavam se esquivando dos problemas, mas estavam buscando um refúgio para recomporem as forças.

 

Nos braços de Deus encontramos a solução para os nossos conflitos e dores. Só ele pode tirar toda confusão que permeia nossas vidas. Quando o nosso coração está como um mar agitado, ele surge com sua voz dizendo: acalma-te. Ainda hoje o seu convite continua válido: “vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve” (Mateus 11:28-13). Fugir para o isolamento é, muitas vezes necessário para que  busquemos refúgio em Cristo. Só ele pode tratar tudo aquilo que nos incomoda e sarar nossas angústias e ansiedades. Temos que fazer isso com toda humildade e sinceridade de nossa alma. Não tenha receio de se ocultar na caverna de Deus para ser totalmente restaurado pelo seu poder.

 

Na caverna, Davi teve a oportunidade de falar com Deus através de salmos e também foi beneficiado ao ouvir a voz de seu senhor. Ele deixa sua família com o rei de Moabe “até que eu saiba o que Deus há de fazer de mim”. Mais tarde Deus falou através do profeta para que ele saísse da caverna. E ele saiu. Você também sairá.

 

Habacuque também visitou a caverna de Deus. Ele precisava de respostas e foi no isolamento e no silêncio de uma torre que ele a encontrou. “Sobre a minha torre de vigia me colocarei e sobre a fortaleza me apresentarei e vigiarei, para ver o que me dirá, e o que eu responderei no tocante, a minha queixa. Então o Senhor me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna-se bem legível sobre tabuas, para que a possa ler quem passa correndo. Pois a visão é ainda para o tempo determinado, e se o fim. Ainda que se demore, espera-o; porque certamente virá, não tardará. Eis o soberbo! A sua alma não é reta nele; mas o justo pela sua fé viverá” (Hab 2:1-4).

 

A caverna, portanto, não é lugar de fracassados e excluídos como aparentemente possa parecer. É lugar de restauração porque é lugar de respostas divinas. Portanto, olhe sua situação atual do prisma correto. Se você está numa caverna, não desanime sua resposta vai chegar. Davi recebeu a sua, Habacuque também. Deus sempre responde de forma especial quem para ouvir a sua voz.

 

Para Davi alcançar o seu propósito, ou seja, ao reinado, ele teve que encarar momentos de espera, comunhão e reflexão num lugar ermo e solitário. Ele foi um homem de sucesso, pois soube compreender a importância desse período em sua vida. Muitas vezes, o sucesso que tanto almejamos só vem quando visitamos a nossa caverna particular.

 

Extrádo do site: http://pt.shvoong.com/humanities/christian-studies

 

Sobre Nilson MAC Ribeiro

Eu amo Jesus! Eu e minha casa serviremos ao Senhor!

Publicado em junho 24, 2008, em refugio e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Simplesment maravilhoso!!
    espero em deus sempre poder contar cmtão ricas
    informações!!!!!!!1
    deus abençoe a todos vcS!!!!!!!!!

  2. Deus abençoe sua vida tmb, irmão Thiago.

    Conte conosco.

    Nilson M. Ribeiro.

  3. RODRIGO JANSEN NARCISO PERES

    ESTA PASSAGEM MOSTRA A MESMA SITUAÇÂO COM CRISTO.

  4. Rondinele Marcos da Silva

    Isso mostra a todos nós, que podemos suportar os momentos de tribulações de nossa vd, nos refugiando na carverna esperando o tempo de Deus para se comprir essa promessa.
    Bem aventurado aquele que se refugia no Senhor, cujo á esperança é o Senhor. ( A PAZ, E Á GRAÇA ESTEJAM COM TODOS AMÉM. )

  5. Eh verdade. Boa observação. Deus abençoe vc.

  6. Com certeza, Thiago. Abraçoss

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: