A rendição de um Profeta!

 A rendição de um profeta

Cenário

 

18 Então disseram: “Venham! Façamos planos contra Jeremias, pois não cessará o ensino da lei pelo sacerdote nem o conselho do sábio nem a mensagem do profeta. Venham! Façamos acusações contra ele e não ouçamos nada do que ele disser”.

 

QUINTA CONFISSÃO

 

O profeta ,sentindo-se cada vez mais ameaçado, clama a Deus por socorro

 

19 Atende-me, ó Senhor; ouve o que os meus acusadores estão dizendo! 20 Acaso se paga o bem com o mal? Mas eles cavaram uma cova para mim. Lembra-te de que eu compareci diante de ti para interceder em favor deles, para que desviasses deles a tua ira.21 Por isso entrega os filhos deles à fome e ao poder da espada. Que as suas mulheres fiquem viúvas e sem filhos; que os seus homens sejam mortos, e os seus rapazes sejam mortos à espada na batalha.

22 Seja ouvido o grito que vem de suas casas,quando repentinamente trouxeres invasores contra eles; pois cavaram uma cova para me capturarem e esconderam armadilhas para os meus pés.23 Mas tu conheces, ó Senhor,todas as suas conspirações para me matarem. Não perdoes os seus crimes nem apagues de diante da tua vista os seus pecados.

Sejam eles derrubados diante de ti; age contra eles na hora da tua ira! Jeremias 18

 

A resposta do Senhor – A botija quebrada

 

1 Assim diz o Senhor: “Vá comprar um vaso de barro de um oleiro. Leve com você alguns líderes do povo e alguns sacerdotes 2 e vá em direção ao vale de Ben-Hinom, perto da entrada da porta dos Cacos. Proclame ali as palavras que eu lhe disser.

3 Diga: Ouçam a palavra do Senhor, reis de Judá e habitantes de Jerusalém”. Assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: “Sobre este lugar trarei desgraça tal que fará retinir os ouvidos daqueles que ouvirem isso. 4 Porque eles me abandonaram e

profanaram este lugar, oferecendo sacrifícios a deuses estranhos, que nem eles nem seus antepassados nem os reis de Judá conheceram; e encheram este lugar com o sangue de inocentes.

5 Construíram nos montes os altares dedicados a Baal, para queimarem os seus filhos como holocaustos oferecidos a Baal, coisa que não ordenei, da qual nunca falei nem jamais me veio à mente.

6 Por isso, certamente vêm os dias”, declara o Senhor, “em que não mais chamarão este lugar Tofete ou vale de Ben-Hinom, mas vale da Matança.(…)11 e diga-lhes: Assim diz o Senhor dos Exércitos: Assim como se quebra um vaso de oleiro, que não pode ser mais restaurado, quebrarei este povo e esta cidade, e os mortos em Tofete serão sepultados até que não haja mais lugar. 12 Assim farei a este lugar e aos seus habitantes”, declara o Senhor, “tornarei esta cidade como Tofete. 13 As casas de Jerusalém e os palácios reais de Judá serão profanados, como este lugar de Tofete: todas as casas em cujos terraços queimaram incenso a todos os corpos celestes, e derramaram ofertas de bebidas aos seus deuses estrangeiros”.14 Jeremias voltou então de Tofete para onde o Senhor o mandara profetizar e, entrando no pátio do templo do Senhor, disse a todo o povo: 15 “Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: ‘Ouçam! Trarei sobre esta cidade, e sobre todos os povoados ao redor, todas as desgraças contra eles anunciadas, porque se obstinaram e não quiseram obedecer às minhas palavras’ ”.Jeremias 19

 

SEXTA CONFISSÃO

Chegando ao auge do desespero- a rendição do profeta

 

Cenário

 

1 Quando o sacerdote Pasur, filho de Imer, o mais alto oficial do templo do Senhor, ouviu Jeremias profetizando essas coisas, 2 mandou espancar o profeta e prendê-lo no tronco que havia junto à porta Superior de Benjamim, no templo do Senhor. 3 Na manhã seguinte, quando Pasur mandou soltá-lo do tronco Jeremias 20

 

O profeta foi exposto à humilhação pública e seu sofrimento chegou ao auge Até os amigos de Jeremias se voltam contra ele (v.10) . Então o profeta se volta para o Senhor. Éa mais ousada e amarga confissão de Jeremias . O profeta se queixa de sua sorte mas também experimenta uma completa rendição a Deus:

7 Senhor, tu me enganaste,e eu fui enganado; foste mais forte do que eu e prevaleceste. Sou ridicularizado o dia inteiro; todos zombam de mim.8 Sempre que falo é para gritar que há violência e destruição. Por isso a palavra do Senhor trouxe-me insulto e censura o tempo todo.

9 Mas, se eu digo: “Não o mencionarei nem mais falarei em seu nome”,é como se um fogo ardesse em meu coração, um fogo dentro de mim. Estou exausto tentando contê-lo; já não posso mais!

10 Ouço muitos comentando: “Terror por todos os lados! Denunciem-no! Vamos denunciá-lo!” Todos os meus amigos estão esperando que eu tropece, e dizem: “Talvez ele se deixe enganar; então nós o venceremos e nos vingaremos dele”.

11 Mas o Senhor está comigo,como um forte guerreiro! Portanto, aqueles que me perseguem tropeçarão e não prevalecerão. O seu fracasso lhes trará completa vergonha; a sua desonra jamais será esquecida. 12 Ó Senhor dos Exércitos, tu que examinas o justo e vês o coração e a mente, deixa-me ver a tua vingança sobre eles,pois a ti expus a minha causa.

13 Cantem ao Senhor! Louvem o Senhor! Porque ele salva o pobre das mãos dos ímpios.

14 Maldito seja o dia em que eu nasci! Jamais seja abençoado o dia em que minha mãe me deu à luz!15 Maldito seja o homem que levou a notícia a meu pai,e o deixou muito alegre, quando disse: “Você é pai de um menino!” 16 Seja aquele homem como as cidades que o Senhor destruiu sem piedade. Que ele ouça gritos de socorro pela manhã, e gritos de guerra ao meio-dia;17 mas Deus não me matou no ventre materno nem fez da minha mãe o meu túmulo,e tampouco a deixou permanentemente grávida.

18 Por que saí do ventre materno? Só para ver dificuldades e tristezas, e terminar os meus dias na maior decepção? Jeremias 20

 

Constatamos que desde o capítulo 11 Jeremias empreende um diálogo progressivamente mais forte e sincero com Deus chegando ao auge nesta última confissão. Usando termos e imagens fortes , Jeremias expõe sua decepção. Para Jeremias, Deus o seduziu com sua vocação de profeta e depois o abandonou. Jeremias até gostaria de parar de ser profeta mas, como ele mesmo diz, tem um fogo (um amor pelo Pai) ardendo dentro dele que ele não consegue dominar .Esse fogo são as palavras de amor de Deus presentes em sua vida e a sua própria resposta a essas palavras.

 

Em meio a tantas dificuldades, Jeremias aprende a entabular um diálogo franco com o Pai – é isso o que o profeta nos ensina. Precisamos, como Jeremias, de um Deus que nos ame e escute. Acredito que ao nos rendermos totalmente a Deus nos sintamos arrasados da mesma forma que Jeremias, mas é só aí que iremos perceber o que Jeremias percebeu: as circunstâncias da nossa vida não dão a última palavra em nosso amor pelo Pai porque esse amor é uma resposta , uma segunda palavra.  Deus teve a primeira.

Como disse João: Nós o amamos porque ele nos amou primeiro. Cap.4:19

Que isto nos baste. Amém.                                                             

                                                                                                          Jorge Wilson

Extraído do Site: http://www.ibmorumbi.com.br

Sobre Nilson MAC Ribeiro

Eu amo Jesus! Eu e minha casa serviremos ao Senhor!

Publicado em junho 24, 2008, em rendição e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: