A Importância do Perdão!

A IMPORTÂNCIA DO PERDÃO

 

Durante um tempo na minha vida de cristão já na Igreja Batista em Icoaraci guardava em meu coração mágoas e indignação por parte de um irmão,membro do Ministério de Louvor da Igreja. Aquilo era latente em mim. Quando o via sentia como se tudo estive mal, era ruim demais. tudo por que ele havia falado algumas coisas para mim de maneira áspera e grosseira. Ora, eu sabia minha posição dentro e fora da igreja mas, não admitia mais que nem ele ou outra pessoa me tratasse da maneira como as vezes eu era tratado, como um adolescente. Eu, um jovem! Isso me aborrecia e houve um tempo que tivemos um confronto de palavras e ficamos assim por uns dias, semanas, até que lembrei de algo. Meu ex-discipulador Pr. Henrique Furtado havia me ensinado que devemos pedir perdão ainda que não tenhamos culpa, mas precisamos liberar perdão e de coração. Tinha lembrado tmb que este irmão uma vez havia comentado numa das reuniões do Ministério de Louvor que havia ficado sem falar com alguém na igreja por 8 anos e só depois desses tempo resolveram por as coisas em ordem. Eu falava pra mim, após lembrar essas coisas do pr. henrique,que eu não gostaria de ficar preso e  de nem prender ninguém por falta de perdão. então comecei a me humilhar diante do Senhor a pedir forças e a encarar o problema de frente numa reunião a noite na Igreja onde me dispus a pedir perdão e a selar isso tudo. Temia por não ter minhas orações anuladas ou não ouvidas por Deus. Que terrivel isso hein? Hoje, e bem mais tempo antes de hoje, aprendi mais uma lição sobre perdão, dessas que vc consegue encobrir de vc mesmo revestido de uma falsa humildade, fazendo entender que não precisa perdoar pq já passou. Passou não! talvez a pessoa do outro lado possa estar bem mais ferida que vc e a ponto de morrer! Não seja cúmplice da morte de ninguém. Aprenda a perdoar também. leia o texto a baixo e que Deus lhe abençoe.

Na vida cristã, uma das coisas mais difíceis é pedir perdão e saber perdoar. Exercer o perdão não é fácil. Isto é incrível, pois , hoje, só somos cristãos, porque um dia fomos perdoados por Deus. Precisamos entender o valor do perdão para a nossa vida espiritual, emocional e física.O QUE É PERDÃO.

De acordo com o dicionário, perdão significa “Remissão de pena; desculpa; indulto”. Perdoar, significa “Desculpar, absolver, remir (pena, culpa, dívida)”. Num sentido prático da vida cristã, perdoar é abrir mão dos direitos próprios contra o ofensor, e transferir esses direitos para Deus. Perdão não é absolvição pura e simples. É uma atitude mais profunda, em termos espirituais. É ficar livre para amar o ofensor.

 

 

O PERDÃO DE ACORDO COM A PALAVRA DE DEUS.

NO ANTIGO TESTAMENTO

No AT, são abundantes as referências sobre o perdão. Mesmo tratando com o povo de Israel e com outras nações, de acordo com a antiga Lei, severa contra os transgressores, Deus demonstrava que era um Deus de perdão. A Bíblia comprova isso em várias referências:

1) Com Deus está o perdão (Sl 130.4);
2) Ao Senhor pertence o perdão (Dn 9.9);
3) Deus é perdoador (Ne 9.17; Sl 99.8);
4) O homem, para ser perdoado, tinha que oferecer sacrifício (Nm 15.25-26);
5) Os servos de Deus conheciam o valor do perdão (Gn 50.17).

NO NOVO TESTAMENTO

Na Nova Aliança, temos, também, muitas referências relativas ao perdão, não só de Deus para com os homens, mas entre aqueles que seguem os ensinamentos de Cristo.

1) Na oração -modelo (O Pai Nosso): Mt 6.12;
2) Só pode ser perdoado quem sabe perdoar (Mt. 6.14);
3) Não há limites para perdoar o irmão (Mt 18.21);
4) O perdão deve ser de coração (Mt l8.35);
5) O perdão é condição indispensável para que as orações sejam respondidas (Mc 11.25-26);
6) Quem mais ama, mais será perdoado (Lc 7.41-47);
7) Perdoar é sinal da presença de Cristo na pessoa (Cl 3.11-13);

3. POR QUE DEUS PERMITE IRRITAÇÕES E OFENSAS?

Certamente, Deus permite que sejamos alvo de irritações e ofensas, para “nos dar uma oportunidade de nos assemelharmos mais a Seu Filho Jesus Cristo” (Larry Coy). De acordo com a Palavra de Deus, “todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus…para serem conforme à imagem de Seu Filho”(Rm 8.,28-29).

4. QUANDO SOMOS OS OFENSORES – PRECISAMOS PEDIR PERDÃO

1) CONTRA DEUS. De modo geral, quando cometemos uma ofensa, atingimos à santidade de Deus. Há ofensas ou pecados que são diretamente cometidos contra Deus: quando mentimos, roubamos, enganamos, blasfemamos, caluniamos, ou cometemos outros tipos de pecado, conforme Gl 5.19-21. Que precisamos fazer? Sem dúvida, devemos pedir perdão a Deus, de modo sincero, comprometendo-nos a não tornar a fazer as mesmas coisas.

2) CONTRA O PRÓXIMO. É mais fácil pedir perdão a Deus do que aos outros e principalmente aos que estão mais perto de nós. Entretanto, não há outro caminho. Se queremos ser vitoriosos contra o Maligno, contra o pecado e o mal, precisamos pedir perdão ao nosso próximo. É sinal de espírito elevado, quando o esposo pede perdão à esposa e vice-versa; o filho pede perdão ao pai e este , dando exemplo, pede perdão ao filho. Seja quem for que ofendamos, devemos pedir-lhe perdão.

3) CONTRA NÓS MESMOS. Quando não observamos as leis de Deus com relação a nós mesmos, pecamos contra nós. Por exemplo, se não repousamos o suficiente, se ingerimos alimentos demais, se nos descuidamos da saúde; nosso corpo é dádiva de Deus, é templo do Espírito Santo. Precisamos cuidar de nós. S. Paulo , orientando o jovem Timóteo, disse: “tem cuidado de ti mesmo…” ( 1 Tm 4.15a). Nesse caso, devemos ser indulgentes conosco mesmo, corrigindo os defeitos.(1 Co 6.18)
De igual modo, não devemos ficar nos culpando pelo passado. Isso é falta de confiança no poder e no amor de Deus (Fp 3.13-14).

5. QUANDO SOMOS OFENDIDOS – PRECISAMOS SABER PERDOAR

Se pedir perdão não é tão fácil, mais difícil ainda é perdoar a quem nos ofende. A natureza humana, tendente à soberba, não se encurva com facilidade para perdoar. Há pessoas que morrem mas não perdoam aos ofensores.

O esposo precisa saber perdoar a esposa; a esposa precisa saber perdoar o esposo; o filho precisa saber perdoar os pais e vice-versa; irmãos precisam perdoar uns aos outros. É mandamento bíblico (Cl 3.11-13).

1) Uma pessoa ofendida tende a tornar-se amargurada;
2) Feridas interiores podem crescer dentro do ofendido;
3) Doenças emocionais e físicas podem aparecer e evoluir até à morte;

Para que isso não aconteça, o que fazer como cristãos?

Jesus indica os passos a seguir, quando somos ofendidos por um irmão:(Mt 18.15-17)

6. PERDOAR É ESQUECER

Há pessoas que dizem: “Perdôo mas não esqueço”. Quem diz isso, na verdade, está querendo dizer que não perdoou.
Quando oramos o Pai Nosso, dizemos: “Perdoa as nossas dívidas (ofensas), ASSIM como nós perdoamos os nossos devedores (ofensores)” (Mt 6.12). Queremos ser perdoados da mesma forma que perdoamos os outros? Muitos estão selando sua culpa com essa oração.
Se queremos que Deus nos perdoe, precisamos esquecer a ofensa, perdoando o ofensor.
DEUS perdoa e ESQUECE!. Lemos em Jeremias 31.34: “…porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados”. Ora, como pode ser isto? Deus é onisciente e não se lembra de algo? Na verdade, o versículo quer dizer que Deus não mais se lembra do juízo sobre o pecador que se arrependeu. A lembrança do fato não tem mais efeito negativo, pois Deus já perdoou!.
Assim, também, nós, devemos perdoar (de verdade) e “esquecer”. A lembrança do fato não nos incomoda mais, pois ficamos livres do aguilhão da ira, do ódio, da mágoa, da tristeza. O AMOR inunda o coração, não deixando lugar para a ira. Somente com o fruto do Espírito da LONGANIMIDADE, isso é possível.

5. PERDOAR É DEVER CRISTÃO (Cl 3.11-13)

1) Perdoar sempre (70×7) (Mt 18.21);
2) Perdoar para ter as orações respondidas (Mc 11.25);
3) Quem não perdoa não deve orar o pai nosso (Mt 6.12).

7. OS RESULTADOS DA FALTA DE PERDÃO

Quando uma pessoa não perdoa, o seu coração se transforma num depósito de ira, mágoa, ressentimento, tristeza, ódio e até sentimento de vingança. Tudo isso tem um preço muito alto: TENSÃO EMOCIONAL. Esta é inimigo da saúde humana. Segundo Dr. Mc Millen, dentre as muitas enfermidades provocadas pela tensão emocional, estão as seguintes: “úlceras do estômago e intestinos; colite; pressão alta; problemas no coração; apoplexia; arteriosclerose; distúrbios mentais; papeira; doenças renais; cefalalgia; diabetes; artrite e outras”
A Bíblia tem receita para evitarmos tudo isso, quando ensina:
“Irai-vos e não pequeis. Não se ponha o sol sobre a vossa ira” (Ef 4.26).
“Amai vossos inimigos; bendizei aos que vos maldizem; fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem…”(Mt 5.44). Não dar lugar ao aparecimento de “raiz de amargura” (Hb 12.15).

8. OS RESULTADOS DO PERDÃO

1) O perdão verdadeiro sara as feridas interiores, trazendo alívio e paz ao coração;
2) O perdão verdadeiro libera o ofendido do peso da mágoa: ele abre mão dos seus direitos contra o ofensor e os entrega para Deus (PERDÃO NÃO É ABSOLVIÇÃO).
3) O perdão verdadeiro dá saúde à alma, à mente, ao coração e ao corpo, restabelecendo o equilíbrio mente-corpo.
4) Deus é glorificado e o inimigo é derrotado, quando há o perdão verdadeiro.

C O N C L U S Ã O

O cristão deve ser imitador de Cristo, que, não tendo ofendido a ninguém, mas sofrendo todas as afrontas, perdoou aos que lhe feriam. Lá, na cruz, sofrendo a maior injustiça, ao invés de condenar, exclamou: “Pai: perdoa-lhes porque não sabem o que fazem ” . E foi por causa do perdão divino, que alcançamos a salvação, com todas bênçãos que Deus reservou para nós, incluindo a vida eterna. Que o Senhor nos ajude a saber pedir perdão e a saber perdoar.

MAC.

Sobre Nilson MAC Ribeiro

Eu amo Jesus! Eu e minha casa serviremos ao Senhor!

Publicado em maio 29, 2008, em Perdão e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. joão Araújo Magalhaes

    a verdadeira humildade nos leva a concordar com tudo aquilo que a Palavra de Deus diz a respeito de qualquer coisa. é um sentimento de um vencedor, que nos levará a atingir um dos maiores propósito de Deus para nossas vidas que é tornar-nos mais semelhante á Jesus Cristo e se não houver no nosso coração este desejo, infelizmente o nosso orgulho está nos lançando em direção inferno.

  2. ler todo o blog, muito bom

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: